Experiência do paciente: entenda a importância e como melhorar

experiência do paciente
6 minutos para ler

A experiência do paciente tem sido debatida de forma recorrente em todas as esferas do cuidado e assistência à saúde — e um dos aspectos mais relevantes tem sido o de compreender as pessoas como seres humanos complexos, com objetivos e vivências particulares.

Dentro desse contexto, fornecer um atendimento humanizado é fundamental, uma vez que impacta não somente a fidelização dos pacientes, mas também a credibilidade construída ao longo do tempo em relação à instituição de saúde. Como consequência, temos um tratamento mais efetivo.

Assim, os hospitais estão investindo e preparando seus profissionais para trabalhar a experiência do paciente de forma cada vez mais constante e não apenas propagá-la como um termo banalizado na área da saúde.

Continue conosco e confira o conteúdo completo que elaboramos quanto à importância da experiência do paciente, bem como dicas para melhorá-la e os resultados que tais atitudes trazem para um atendimento de excelência!

O ambiente hospitalar contribui para a qualidade do atendimento

Não é difícil concordarmos que os pacientes vão ao hospital — na maioria das vezes — devido a condições não tão desejáveis, certo? Seja para realizar um exame específico ou se submeter a algum tipo de procedimento cirúrgico, é comum que sentimentos como preocupação e medo acompanhem as pessoas nessas situações.

Nesse ponto, os gestores devem atentar ao conforto e sensação de aconchego e bem-estar que o ambiente consegue proporcionar. Existem medidas e pontos de atenção ao ambiente que devem ser implantados se o objetivo é impactar positivamente a experiência dessas pessoas. Veja mais a seguir.

Investimento em arquitetura e projetos estruturais

Este é um aspecto bastante relevante, visto que, quando falamos sobre conforto, precisamos lembrar tanto dos pacientes quanto dos familiares e acompanhantes durante os procedimentos e no período de recuperação.

Ambientes que tenham espaços de circulação otimizados, além de jardins ou áreas abertas para espairecer fazem toda a diferença. Além disso, móveis como macas, sofás e cadeiras mais aconchegantes são modificações sutis que deixam esses indivíduos mais satisfeitos.

Higienização

Mesmo que esse assunto seja um tanto quanto óbvio quando tratamos de um local tão crítico como o ambiente hospitalar, é importante que os colaboradores estejam atentos a esse princípio durante todo o tempo.

Qualquer espaço que lida com o cuidado à saúde parte do pressuposto de que os pacientes apresentam um sistema imune mais vulnerável. Levando em consideração essa preocupação, é fundamental que esses ambientes estejam sempre higienizados para que todos os frequentadores se sintam mais seguros e protegidos.

Os equipamentos complementam a experiência do paciente

É fato que descansar pode ser particularmente difícil no hospital. Além de o ambiente não ser conhecido, certos barulhos e ruídos que acontecem durante o dia e a noite podem ser um tanto quanto desconfortáveis.

Além disso, a necessidade de realizar procedimentos de rotina, como coleta de sangue, aferição de pressão arterial e outros exames, tem o potencial de afetar consideravelmente os padrões de sono e descanso. Por isso, procurar por equipamentos e instrumentos hospitalares que tenham soluções integradas desenvolvidas com foco na experiência do paciente pode ser o diferencial do seu hospital.

Monitores médicos mais precisos, assim como alarmes e ruídos inteligentes devem ser priorizados. Ademais, as inovações tecnológicas em saúde vêm permitindo que cada vez mais dispositivos tenham notificações baseadas em evidências contextuais, o que reduz alarmes desnecessários e proporciona um ambiente mais tranquilo para o descanso.

A personalização do atendimento finaliza o cuidado à saúde

Nós mencionamos no início deste artigo a importância do atendimento humanizado, que nada mais é do que unificar as habilidades técnicas e conhecimentos científicos a um tratamento mais humano, junto à compreensão e à empatia que essa relação exige.

Essa prática vem gerando resultados bastante positivos: além da fidelização ser otimizada, os tratamentos se tornam mais efetivos, uma vez que os pacientes confiam mais nos profissionais da saúde. Veja, a seguir, os principais fatores que integram o atendimento humanizado:

  • Tempo de espera: além de buscar reduzir o tempo de espera e aumentar a disponibilidade de profissionais, é importante que a estética e a arquitetura de recepções e salas de espera impactem positivamente a experiência do usuário;
  • Dúvidas sanadas com cordialidade: não adianta utilizar equipamentos de última geração se o paciente não entende para que os procedimentos são realizados. Nesse contexto, é imprescindível que a equipe saiba sanar dúvidas e reduzir inseguranças com empatia;
  • Opinião do paciente sobre a experiência: as estratégias do atendimento hospitalar podem ser guiadas a partir de feedbacks coletados frequentemente. Questões como habilidade técnica do atendimento, tempo de espera e qualidade dos equipamentos e materiais são ótimos indicadores.

Exemplo de personalização do atendimento hospitalar

Quando falamos em atendimento personalizado, um exemplo interessante pode ser observado pelo hospital Marcelino Champagnat, uma instituição de Curitiba que desenvolve estratégias baseadas no modelo Planetree, metodologia que foca o cuidado centrado na experiência do paciente.

O hospital curitibano começou a implementar medidas especiais nesses quesitos, sendo que uma delas foi deixar livres os horários de visita e autorizar a presença de todos os familiares ou entes queridos durante o período de internação.

Tais ações podem parecer um tanto quanto ousadas para outras instituições, mas o fato é que pensar em revolucionar a experiência do paciente gera maior envolvimento dessas pessoas com sua saúde e tratamento e, consequentemente, mais sucesso e lucratividade para o hospital.

Por fim, é importante ressaltar que muitos gestores pensam que determinadas mudanças dentro do hospital parecem difíceis ou até impossíveis de serem implementadas, mas afirmamos que elas são mais fáceis do que se imagina. As ações podem começar da maneira mais simples, coletando informações sobre as preferências e as demandas dos colaboradores e pacientes por meio de uma pesquisa de satisfação, por exemplo.

A partir daí, é possível planejar, propor e colocar em prática as melhorias que ambos os públicos identificam como necessárias, desenvolvendo estratégias que estruturem processos específicos dentro do hospital. Dessa forma, os colaboradores se tornam mais engajados e capacitados, sendo possível implantar métodos inovadores para otimizar a experiência do paciente.

Viu como a experiência do paciente é um fator fundamental e relevante dentro do ambiente hospitalar? Agora que você já sabe como começar a implementar um atendimento de excelência, aprofunde seus conhecimentos sobre a importância do Atendimento Humanizado no cuidado à saúde!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-