Conheça os principais tipos de motores cirúrgicos existentes

motores cirúrgicos
6 minutos para ler

Os motores cirúrgicos são, entre a vasta gama de equipamentos médicos do mercado, instrumentos que merecem atenção. Tanto no momento da aquisição quanto durante o pós-venda é muito importante avaliar o desempenho e o tempo de vida útil descritos pelos fornecedores.

Dessa forma, é possível analisar quais equipamentos apresentam tecnologias e uma performance de qualidade e optar por motores que apresentem equilíbrio entre velocidade, peso e potência de perfuração.

Quer saber mais sobre os motores cirúrgicos, conhecer os diferentes tipos disponíveis e saber em quais situações eles são utilizados? Não deixe de ler este post! Nele, falaremos tudo sobre esses instrumentos, incluindo a utilização ideal de cada modelo. Boa leitura!

Motores cirúrgicos: o que são

Principalmente para gestores hospitalares, que estão em constante contato com engenharias e inovações no de novos equipamentos, é fácil notar como os avanços tecnológicos têm transformado a área da saúde. Os motores cirúrgicos não ficam de fora desse aperfeiçoamento constante.

De maneira introdutória, vamos explicar o que são motores cirúrgicos e qual a importância deles nos procedimentos médicos.

De modo geral, esses equipamentos têm o formato periférico e acompanham um micromotor para facilitar a perfuração em tecidos moles e rígidos. A propulsão do impulso é controlada por um torque, apresentando ampla utilização em diferentes intervenções médicas e odontológicas, como veremos ao longo deste conteúdo.

Variabilidade no mercado: cada tipo de motor apresenta sua finalidade

Pelo que você pode imaginar, de acordo com sua experiência e os conhecimentos sobre equipamentos hospitalares, hoje existe uma variedade grande de equipamentos desse tipo no mercado. Veja, a seguir, em quais áreas ou situações clínicas esses motores são mais utilizados:

  • práticas de perfuração e inserção na implantodontia;
  • procedimentos ortopédicos (principalmente quadril, joelho, coluna, pé e mão);
  • perfurações ósseas;
  • cirurgias buco-maxilo-faciais;
  • cirurgias cardiotorácicas;
  • cirurgias periodontais;
  • neurocirurgias;
  • cirurgias plásticas;
  • traumatologia;
  • procedimentos de desgaste e polimento.

Logo, podemos observar que os motores cirúrgicos são bastante utilizados na ortopedia de pequenos e grandes ossos e na neurologia.

Além disso, o mercado de perfuradores cirúrgicos elétricos a bateria está crescendo consideravelmente nos ambientes hospitalares, principalmente devido à praticidade da utilização desses sistemas.

Modelos cirúrgicos: motores oferecidos pela Medicalway

Já vimos o quanto esses instrumentos são fundamentais para a rotina médica de diversos procedimentos. A seguir, vamos demonstrar quais são os principais tipos de motores oferecidos pela Medicalway e como eles podem auxiliar a realização de atividades específicas.

Hoje são oferecidos motores elétricos a bateria e sistemas elétricos que desempenham suas funções por meio de consoles. Além disso, os micromotores são representados por uma grande variedade de linhas disponíveis no mercado.

Nesse contexto, vale ressaltar que a Medicalway apresenta os motores cirúrgicos da Bojin — um fabricante multinacional. Seus equipamentos têm tecnologia alemã avançada e asseguram maior potência, estabilidade e ergonomia para uso em diversas cirurgias.

Observe, a seguir, os diferentes tipos de modelos e seus métodos de utilização mais recorrentes.

Powered by Rock Convert

Motores cirúrgicos dedicados

Os motores cirúrgicos dedicados, como o próprio nome sugere, são desenvolvidos especificamente para determinados sistemas. A maioria deles permite que a peça atue no motor, controlando sua rotação e seu torque.

Os motores dedicados oferecem uma excelente performance em procedimentos cirúrgicos. Exemplos:

  • Drill: bastante utilizados em procedimentos de perfuração;
  • Serra Sagital, Serra Reciprocante e Serra Esterno: excelentes ferramentas para realizar cortes e fazer aberturas em tecidos ósseos;
  • Craniótomo: realiza aberturas cirúrgicas no crânio com agilidade e firmeza;
  • Trepano: utilizados principalmente para perfurações na calota craniana;
  • Drill Canulado: a configuração nesse formato possibilita perfurações simples e canuladas.

Motores multifuncionais

Já os motores multifuncionais realizam todos os procedimentos dos motores dedicados. No entanto, é possível utilizar o mesmo motor e ajustar os adaptadores com funções específicas para cada cirurgião. São exemplos de motores multifuncionais:

  • Drill;
  • Drill Canulado;
  • Reamer;
  • Serra Sagital, Serra Reciprocante e Serra Esterno;
  • Trepano;
  • Craniótomo;
  • Passa Fio.

Motores elétricos por meio do console

Esse tipo é mais utilizado em cirurgias de pequeno porte e mais delicadas, como neurocirurgia, procedimentos buco maxilares, cirurgias de mão, pé e coluna.

Aquisição: o que deve ser avaliado no momento da compra

Em primeiro lugar, a real necessidade da instituição de saúde em questão é o que deve ser levado em conta. Ou seja, em qual especialidade existe uma maior necessidade de utilizar os motores cirúrgicos.

Assim, a partir da obtenção dessa informação é possível direcionar a aquisição do produto com maior efetividade. Além disso, existe a possibilidade de a empresa demonstrar o instrumento em cirurgias específicas com o intuito de aumentar a confiabilidade médica em relação à aquisição do produto.

Modelo ideal: características fundamentais no momento de escolha

Uma vez que todos os motores cirúrgicos são fundamentais em procedimentos complexos, determinadas características devem ser observadas no momento de aquisição. Algumas delas são:

  • ergonomia: motores ergonômicos garantem maior precisão e segurança;
  • torque: equipamentos com alto torque apresentam excelente comando de Excelente comando de acionamento e parada;
  • versatilidade: quanto mais multifuncional for o motor maiores serão as vantagens na aquisição;
  • durabilidade: a vida útil dos motores cirúrgicos beneficia a gestão de custos e garante mais segurança na execução de procedimentos.

É importante destacar que o sistema pneumático é um modelo muito barato de motor cirúrgico. Apesar disso, não é aconselhável adquiri-lo, pois são necessários vários acessórios para que ele funcione adequadamente.

Mangueiras, reguladores, cilindros e suporte de transporte do cilindro: é preciso adicionar esses complementos à peça o que dificulta a rotina de utilização. O uso da mangueira, por exemplo, pode bloquear a mobilidade do motor e atrapalhar os circulantes da sala de cirurgia.

Além disso, há o risco de o cilindro acabar durante o uso do perfurador, exigindo mais trabalho e gasto de tempo para a sua substituição e a desconexão das mangueiras.

Diante do conteúdo exposto neste artigo é fácil concluir que os motores cirúrgicos merecem atenção especial, não é mesmo? Para garantir mais segurança nas cirurgias, alguns aspectos e algumas características relevantes devem ser observados na hora de adquirir instrumentos de qualidade.

Os modelos disponíveis da Bojin, inclusive, apresentam um design ergonômico, leve e com alta durabilidade da bateria. Além disso, são práticos e têm fácil manuseio, facilitando e otimizando o tempo de cirurgia.

O que achou deste post? Consegue visualizar melhor como os diferentes tipos de motores interferem na qualidade do atendimento de saúde prestado? Que tal entrar em contato conosco e conhecer melhor os nossos equipamentos e serviços? Será um prazer esclarecer todas as suas dúvidas!

Powered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-